COISAS E COISINHAS DO NOSSO MUNDO augusto semedo

14
Ago 08

Águeda ficou efectivamente deserta. Depois das 7 da manhã, hora da concentração dos vários grupos (… e eram tantos distribuídos por 22 autocarros!) em zonas distintas da então vila. E também um pouco por todo o concelho. Todos queriam viver de perto aquele dia de glória.

Tanto assim que muitos aguedenses levaram todo o ouro, e outros valores, que possuíam nas suas habitações. Receavam que ladrões profissionais aproveitassem a ausência generalizada para actuar.

Águeda foi muito bem recebida em Peniche. Até à jornada final, a “guerra de comunicados” entre as direcções do Recreio e do Académico de Coimbra, que encheram páginas nos jornais desportivos nacionais, foi benéfica para a imagem e a afirmação popular do clube aguedense.

Daí que Peniche represente bem mais que o jogo da subida para quem teve a oportunidade de testemunhar o carinho com que vilas e cidades receberam a caravana proveniente de Águeda.

Nas Caldas da Rainha, por exemplo, um sócio do Recreio que ia a caminho de Peniche abeirou-se de um cidadão local que lia um jornal desportivo e perguntou-lhe onde podia comprá-lo. O leitor fitou-o, reflectiu e perguntou: - “O senhor é de Águeda?”. Perante a resposta afirmativa, e num gesto brusco e inesperado, entregou ao aguedense o jornal que possuía: - “Tome lá, e boa sorte para o jogo!”

publicado por Augusto Semedo às 15:35
tags:

Agosto 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28

31


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

2 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO