COISAS E COISINHAS DO NOSSO MUNDO augusto semedo

19
Out 06

Há quantos anos, de forma tão gritante, Águeda não surgia no PIDDAC com tão pouco peso? Há quantos anos não olhávamos para o documento onde se inscrevem os investimentos previstos pelo Estado sem que um único novo objectivo fosse apresentado para um município que desespera por infra-estruturas vitais ao seu desenvolvimento?

A redução substancial da verba definida para Águeda é um sinal de que tudo continuará adiado e um sinal muito negativo para a câmara socialista que há um ano terminou com sucessivas maiorias do PSD. Um êxito eleitoral que, pelos vistos, não é acompanhado pelo Governo socialista, que a continuar a dar tão pouco a Águeda retirará inevitavelmente margem de manobra a uma maioria autárquica que chegou ao poder mercê de expectativas alimentadas ao eleitorado.

publicado por Augusto Semedo às 16:26
tags:

Outubro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
14

15
16
18
20
21

22
23
24
25
27
28

29
31


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

2 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO