COISAS E COISINHAS DO NOSSO MUNDO augusto semedo

17
Set 06

O Governo português teima em dar continuidade à sua política de encerramento de serviços de saúde pelo país fora. Vantagens: racionalizar custos e aumentar a qualidade dos serviços. Principal desvantagem: cuidados de saúde mais distantes das populações menos numerosas. Resultado futuro: aceleração do processo de desertificação do interior e concrentração nos grandes centros.

Com as escolas passa-se o mesmo, mas neste campo sem garantias de qualidade, designadamente no apoio aos alunos que estarão todo o dia distantes do seu ambiente familiar. Aldeias, que tinham na existência da escola do 1º ciclo uma das escassas referências colectivas, ficam mais tristes. Resultado futuro: aceleração do processo de desertificação do interior e concrentração nos grandes centros.

Já antes os Correios fizeram o mesmo, encerrando postos para indignação da população. E adianta manifestá-la? 

Desconhece-se, porém, a existência de uma política que contrarie a tendência de desertificar grande parte do território nacional. Como acontece com a natalidade... Haverá futuro sem uma população jovem? Teremos um país equilibrado concentrando a população no litoral e nos grandes centros? Não deveríamos exigir mais dos governos nestas matérias?

publicado por Augusto Semedo às 00:25
tags:

Setembro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO