COISAS E COISINHAS DO NOSSO MUNDO augusto semedo

07
Dez 07

Cresci a ouvir falar da Pateira. Das suas potencialidades, dos perigos ambientais, da ausência de investimentos...

Fiz, já adulto, peças jornalísticas de perder a conta. Sobre o que ouvira na infância e juventude mais os anseios da população ribeirinha e dos autarcas. Testemunhando visitas e veiculando promessas de quem poderia mudar o destino à lagoa.

Escuto sentimentos de angústia perante novas ameaças e gritos de alerta face à alegada indiferença de quem decide.

Assisto a tentativas políticas, a jogadas de charme, a reivindicações inconsequentes. A Pateira está hoje na agenda política local para além dos actos eleitorais. Quando os seus problemas são apresentados na distante Lisboa ainda lhe chamam... Barrinha - e confundem-na com a de Esmoriz.

Onde estão afinal, e o que têm feito, os deputados eleitos por Aveiro? Porque não são eles a apresentar em Plenário, na Assembleia da República, as preocupações dos autarcas de Águeda? Porque não se reúnem eles com as autarquias da região e preparam uma acção conjunta? Porque será que, tantos anos passados, essa Pateira que ninguém parece saber onde fica ainda se discute no Parlamento?

Temo que tudo continue na mesma. Que a personalização e as rivalidades predominem perante o essencial.  

Há coisas que não mudam nunca. Mudarão um dia?

publicado por Augusto Semedo às 14:24
tags:

Dezembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14

16
17
19
20
21
22

24
25
26
28
29

30
31


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

2 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO