COISAS E COISINHAS DO NOSSO MUNDO augusto semedo

11
Out 07

- Cala-te!... não perdebes nada disso!

A recriminação do rapaz tinha como destinatário o pai, que tecia considerações pouco consistentes sobre a actividade desportiva do filho. A cena tem uma década...

De fora, olha-se de acordo com os respectivos interesses e motivações. É normal. Mas esquece-se que o trabalho é colectivo e que a pessoa insere-se num grupo. Que este integra um processo e que o processo tem bases metodológicas próprias - que vão muito para além dos factores de rendimento sujeitos à apreciação dos elementos exteriores à acção.

De fora, a apreciação é parcial também porque o envolvimento é limitado. É normal. Por isso, a importância de se confiar nos responsáveis, na sua capacidade e sentido de oportunidade e justiça nas decisões que tomam. Há uma formação que pode ir muito para além do jogo, regras que podem educar a (con)viver e a produzir em grupo - pormenores que ajudam a elevar a qualidade da acção mas dificilmente entendíveis por quem não sabe o que isso é.

A dificuldade em entender novas mensagens ou modelos evolutivos, diferentes daqueles que eram tidos como certos nas gerações anteriores ou por actores conformados com a sua realidade, continua a ser um obstáculo determinante na relação entre as pessoas.

Pedem-se mentes arejadas, abertas a novas propostas, para se poderem transformar realidades que precisam sair do círculo vicioso em que entraram. Algumas revelam-se... mas desaparecem no meio desta sociedade triturante.  

publicado por Augusto Semedo às 12:08

Outubro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
16
17

21
23
25
27

28
29
30


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

2 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO