COISAS E COISINHAS DO NOSSO MUNDO augusto semedo

25
Jan 07

Assino por baixo. Acrescentaria, porém, que esperava uma abordagem/postura diferente por parte dos partidos políticos. Numa sociedade depressiva e pouco construtiva seria fundamental que a abordagem dos seus problemas fosse orientada por uma postura distinta.

Uma postura distinta é a que procura resolver as chagas sociais criando respostas que contribuam eficazmente para as resolver, sem colocar em causa valores que deviam ser intocáveis e por todos respeitados.

Não se resolve  despenalizando (ou liberalizando, que é no fundo o que está verdadeiramente em causa). A evolução sadia de uma sociedade faz-se antes afastando-se os preconceitos que condenam socialmente as pessoas quando estas assumem um acto, por irreflectido e isolado que seja; e também criando-se respostas sociais adequadas aos problemas diagnosticados, sempre em respeito pela vida humana - o que não sucede com quem diz, alto e bom som, que na sua barriga manda ela. Se é esta a sociedade que querem construir, do tipo cada um por si e sem respeito pelos outros, o argumento cabe na perfeição.

Num momento em que desce a natalidade e envelhece a população, sem que entretanto sejam adoptadas políticas que alterem esta tendência de largos anos, causa ainda mais apreensão que os problemas se possam resolver estimulando o facilitismo e, em muitos casos, a irresponsabilidade e a leviandade. E que, nas opções políticas, não haja um envolvimento tão determinado pela vida como há pela morte. 

publicado por Augusto Semedo às 16:26

Uma pequena nação foi gigante entre potências. De tão raro, os portugueses deviam valorizar melhor momentos como este; e quem, do alto da sua intelectualidade, não consegue entendê-los, podia ao menos fazer um exercício de humildade para buscar nesta experiência - por mais boçal que possa parecer... - exemplos que contribuissem para um país melhor, mais empreendedor e orgulhoso de si próprio.

É emoção, muitas vezes histerismo, mas é também organização, atributos morais e volitivos e competência técnica, tantas vezes ausente da nossa sociedade em tudo aquilo que é hoje tido como fundamental para a evolução económica e social do nosso Portugal.

Obrigado, selecção, pela promoção que fizeste do país. Estive lá e vi como é.

publicado por Augusto Semedo às 15:51

publicado por Augusto Semedo às 15:45
tags:

Janeiro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
26
27

28
29
30
31


subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

2 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO